quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Vou comer e vestir o que me apetecer

Hoje, levei um CR da minha Alma Gêmea em função do meu descuido com o cabelo e minha barba. Então lembrei de um texto que escrevi em 2013 e o transcrevo aqui para quem não teve o prazer de ler.
Eu nunca trocaria os parcos amigos que tenho, minha vida maravilhosa, minha adorada família, por cabelo pretos ou uma barriga mais lisa, embora não tenha a minha em forma de pêra. Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim e, mais crítico de tudo que acontece no dia a dia, isso incluindo eu também. Me tornei, meu próprio amigo, meu confidente e também um pouco palhaço... Eu não me censuro por comer toda hora, mesmo a minha mulher me culpando por ela engordar, por não arrumar todo dia a minha cama pela manhã na hora que levanto ou, arrumar. Compra algo bobo que eu não precisava, como um tubo de tinta spray para pintar as rodas do meu carro, mas que parece tão bom para que fique belo. Eu tenho direito de ser desarrumado, deixar a barba por fazer e de vestir as roupas velhas que gosto. O que seria das velhinhas se não concedêssemos a elas o direito de aproveitar a vida!
Vi muitos amigos e colegas deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.
Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou ficar navegando pela internet em meu notebook até as duas horas e dormir até às nove horas?
Às vezes, danço ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 60 e 70, quando meu coração não me avisa que devo moderar e se eu, ao mesmo tempo, desejo chorar por algo que não consegui... Eu vou.
Vou andar no calçadão do Parque Vaca Brava em uma bermuda excessivamente espaçosa sobre um corpo ainda jovem e olhar as belas mulheres em suas roupas provocantes e corpos moldados por academias, cruzando meu caminho nesses momentos de total descontração e abandono. Tenho o direito de divagar sobre como sou ótimo nesse ramos e que aos poucos vou decaindo para o conceito "bom", até um dia poder dizer: "já fui bom nisso!".
Elas, também, vão envelhecer, mas por enquanto me encantam.
Eu sei que às vezes esqueço algumas coisas. Mas há mais coisas na vida que devem ser esquecidas. Eu gosto de recordar apenas das coisas importantes e boas.
Claro, ao longo dos anos minhas artérias foram entupidas. Como pode uma artéria entupir quando você não tem histórico de problemas cardíacos na família, tem uma alimentação balanceada, não fuma, não bebe mas, ao contrário do que os amigos dizem, transo regularmente até mais que muitos jovens.
Mas no meu caso, foi uma surpresa ter três obstruções, sendo uma na artéria coronária direita dominante, que irriga parte da parede posterior do ventrículo esquerdo, com lesões múltiplas e localizadas sendo a mais grave de 40% no terço médio. Duas na artéria descendente anterior, com calcificações que contorna o ápice cardíaco e irriga o terço distal do septo interventricular posterior, com duas lesões sendo a primeira com 80% no terço proximal com o médio e a segunda de 90% no terço distal, que foram corrigidas com a instalação de dois stents através de uma angioplastia. Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.
Eu sou tão abençoado por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos, e ter os risos da juventude gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto, que após um ano da primeira angioplastia, estou retornando para fazer outra para colocação de mais dois stents, agora um na artéria descendente posterior que se encontra com lesões múltiplas e localizadas sendo a mais grave de 70% do terço médio e o outro na artéria descendente anterior que contorna o ápice cardíaco e irriga o terço distal do septo interventricular posterior, com lesões múltiplas e localizadas, sendo a mais grave de 80% no terço distal
. Pelo resumo do cateterismo que fiz, minhas artérias estão um bagaço e vou precisar fazer revisões periódicas, como um carro usado. Para não bagunçar o coreto, no mês de Agosto de 2013 fiz mais um cateterismo e uma angioplastia para colocação de mais 2 Stents. Hoje ostento orgulhoso 6 (seis) Stents em minhas artérias. Mas sou feliz, porque, muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata.
Conforme você envelhece, é mais fácil ser positivo. Você se preocupa menos com o que os outros pensam. Eu não me questiono mais. Eu ganhei o direito de estar errado. Assim, para responder sua pergunta, eu gosto da possibilidade de estar chegando em breve à melhor idade.
A idade me libertou. Eu gosto da pessoa que me tornei. Eu não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda estou aqui, eu não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será. E eu vou comer sobremesa todos os dias (se me apetecer), tomei uma decisão também, vou comer tudo o que gosto pois me privei de comer muitas coisas gostosas por orientações médicas e os entupimentos das minhas artérias só aumentaram.
Então aos meu amigos que leem meu blog, que nossa amizade nunca se separe porque é direto do meu coração capenga!

Nenhum comentário: