terça-feira, 15 de agosto de 2017

Relações desgastadas


Para casais em relacionamentos desgastados, comemorar a data pode ser frustrante. As comemorações pretendem reafirmar, enfatizar, rememorar, planejar ou, por que não, salvar um relacionamento.
Se conseguem atingir esses objetivos....ai e que são elas!
Um namoro que vai bem, em geral, é aquele que se comemora diariamente; aquele em que o encontro por si só é o presente mais esperado. Mas, para quem vive em uma sociedade que estimula a comemoração de dias especiais, ficar fora da festa pode gerar frustração. Nesse sentido, muitas vezes a comemoração se torna obrigatória e, obviamente frustrante.
Quando o casal briga muito, e a relação está desgastada, é quase certo que uma comemoração também seguirá a linha da disputa. Cada um terá uma ideia e lutará por ela. Nesse sentido, o tiro pode sair pela culatra e, ao invés de reafirmar a relação, pode-se terminar de vez.
Presentes são outro tema que pode ser desvirtuado e, ao invés de melhorar o relacionamento, acabar causando mal-estar. Explica-se: no meio de tantas ofertas materiais, escolher aquela que seja objeto do desejo do(a) amado(a) requer um conhecimento muito aguçado de.... tamanho, cor, modelo, etc. que, bem, convenhamos, mesmo existindo, pouco acrescenta à qualidade da relação.
Quando a relação vai bem... bem... aí a chance de uma comemoração dar certo é muito grande. E apenas reafirmará algo que já funciona, com ou sem festejos.
Enfim, se todos os enamorados se preocupassem mais com o dia a dia da relação, e investissem em gramas de afeto, centímetros de sensibilidade ou uma unidade de generosidade, os namoros certamente dispensariam a comemoração com quilos, metros ou dúzias de qualquer presente material. E duraria bem mais do que duram...
Se a sua relação está desgastada ou entrou no rotina, conheça a massagem tântrica para casais clicando no banner "Prazer do casamento" no canto superior direito deste blog.

Jodenon

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Vou comer e vestir o que me apetecer

Hoje, levei um CR da minha Alma Gêmea em função do meu descuido com o cabelo e minha barba. Então lembrei de um texto que escrevi em 2013 e o transcrevo aqui para quem não teve o prazer de ler.
Eu nunca trocaria os parcos amigos que tenho, minha vida maravilhosa, minha adorada família, por cabelo pretos ou uma barriga mais lisa, embora não tenha a minha em forma de pêra. Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim e, mais crítico de tudo que acontece no dia a dia, isso incluindo eu também. Me tornei, meu próprio amigo, meu confidente e também um pouco palhaço... Eu não me censuro por comer toda hora, mesmo a minha mulher me culpando por ela engordar, por não arrumar todo dia a minha cama pela manhã na hora que levanto ou, arrumar. Comprar algo bobo que eu não precisava, como um tubo de tinta spray para pintar as rodas do meu carro, mas que parece tão bom para que fique belo. Eu tenho direito de ser desarrumado, deixar a barba por fazer e de vestir as roupas velhas que gosto. O que seria das velhinhas se não concedêssemos a elas o direito de aproveitar a vida!
Vi muitos amigos e colegas deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.
Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou ficar navegando pela internet em meu notebook até as duas horas e dormir até às nove horas?
Às vezes, danço ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 60 e 70, quando meu coração não me avisa que devo moderar e se eu, ao mesmo tempo, desejo chorar por algo que não consegui... Eu vou.
Vou andar no calçadão do Parque Vaca Brava em uma bermuda excessivamente espaçosa sobre um corpo ainda jovem e olhar as belas mulheres em suas roupas provocantes e corpos moldados por academias, cruzando meu caminho nesses momentos de total descontração e abandono. Tenho o direito de divagar sobre como sou ótimo nesse ramos e que aos poucos vou decaindo para o conceito "bom", até um dia poder dizer: "já fui bom nisso!".
Elas, também, vão envelhecer, mas por enquanto me encantam.
Eu sei que às vezes esqueço algumas coisas. Mas há mais coisas na vida que devem ser esquecidas. Eu gosto de recordar apenas das coisas importantes e boas.
Claro, ao longo dos anos minhas artérias foram entupidas. Como pode uma artéria entupir quando você não tem histórico de problemas cardíacos na família, tem uma alimentação balanceada, não fuma, não bebe mas, ao contrário do que os amigos dizem, transo regularmente até mais que muitos jovens.
Mas no meu caso, foi uma surpresa ter três obstruções, sendo uma na artéria coronária direita dominante, que irriga parte da parede posterior do ventrículo esquerdo, com lesões múltiplas e localizadas sendo a mais grave de 40% no terço médio. Duas na artéria descendente anterior, com calcificações que contorna o ápice cardíaco e irriga o terço distal do septo interventricular posterior, com duas lesões sendo a primeira com 80% no terço proximal com o médio e a segunda de 90% no terço distal, que foram corrigidas com a instalação de dois stents através de uma angioplastia. Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.
Eu sou tão abençoado por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos, e ter os risos da juventude gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto, que após um ano da primeira angioplastia, estou retornando para fazer outra para colocação de mais dois stents, agora um na artéria descendente posterior que se encontra com lesões múltiplas e localizadas sendo a mais grave de 70% do terço médio e o outro na artéria descendente anterior que contorna o ápice cardíaco e irriga o terço distal do septo interventricular posterior, com lesões múltiplas e localizadas, sendo a mais grave de 80% no terço distal
. Pelo resumo do cateterismo que fiz, minhas artérias estão um bagaço e vou precisar fazer revisões periódicas, como um carro usado. Para não bagunçar o coreto, no mês de Agosto de 2013 fiz mais um cateterismo e uma angioplastia para colocação de mais 2 Stents. Hoje ostento orgulhoso 6 (seis) Stents em minhas artérias. Mas sou feliz, porque, muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata.
Conforme você envelhece, é mais fácil ser positivo. Você se preocupa menos com o que os outros pensam. Eu não me questiono mais. Eu ganhei o direito de estar errado. Assim, para responder sua pergunta, eu gosto da possibilidade de estar chegando em breve à melhor idade.
A idade me libertou. Eu gosto da pessoa que me tornei. Eu não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda estou aqui, eu não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será. E eu vou comer sobremesa todos os dias (se me apetecer), tomei uma decisão também, vou comer tudo o que gosto pois me privei de comer muitas coisas gostosas por orientações médicas e os entupimentos das minhas artérias só aumentaram.
Então aos meu amigos que leem meu blog, que nossa amizade nunca se separe porque é direto do meu coração capenga!

quinta-feira, 27 de julho de 2017

22 mil visitas e a família crescendo

Hoje comemoramos 22.000 (Vinte e duas mil) visitas em nosso blog. 
É motivo de muita alegria pois, começamos escrevendo sobre sobre o que foram nossos 36 anos de casados e, acabamos por incluir outros assuntos importantes que apareceram em nosso dia a 
dia.
Aproveito para homenagear as Mamães mais importante na vida em nossa família.
Parabéns primeiramente a minha mãe que nos seus 86 anos, ainda me acha uma criança, depois a minha sogra e a minha @lma Gêmea, pois foram as 3 mulheres responsáveis pela constituição da família maravilhosa que criamos.
Quero também deixar aqui o registro e meus parabéns para minha nora Michelly que é a mamãe das netinhas Maria Luiza e Laura, também para Andressa minha mais nova nora que é mãe do pequeno Noah.






Beijos à todas.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Parabéns pelos nossos 36 anos de casados





36 anos...
Se formos analisar pela contagem dos dias, é muito tempo.
Se formos analisar pelas coisas boas que acontecem em nossas vidas, o tempo voou...
Por isso que seja assim:
Se for para esquentar, que seja apenas o Sol;
Se for para enganar, que seja apenas o estômago;
Se for para chorar, que seja somente por alegria;
Se for para mentir, que seja então a idade;
Se for para roubar, que se roube muitos beijos;
Se for para perder, que seja o medo de ser feliz;
Se for para cair, que seja na gandaia, lógico com você ao meu lado;
Se existir guerra, que façamos de travesseiros como duas crianças:
Se existir fome, que seja de amor e não é o nosso caso;
Se quer ser feliz, seja o tempo todo, não importando o que quer que seja que você faça!
Eu fiz tudo isso e algo mais nesses nossos 36 anos de vida em comum.
Você sempre foi uma grande mulher que não me deixou fraquejar um momento sequer.
Você sempre foi uma grande amante que não me deixou a ver navios em um momento sequer.
Você sempre foi uma grande mãe para os nossos filhos e às vezes eu também me senti um filho.
Você me fez procurar alternativas para que nosso casamento não caísse na mesmice que muitos casais não se incomodam.
Você lutou comigo para que realizassem meus sonhos e desejos.
Você foi incansável por tornar nossos dias cada vez melhores.
Você me conquistou pelo estômago e depois pelo que você é.
Continue sendo sempre essa grande mulher, amante, mãe, esposa e tudo mais que um homem precisa para ser feliz.

Beijos!

terça-feira, 4 de julho de 2017

Massagem tântrica sexualidade Kundalini.




A massagem tântrica sua origem foi na Índia e ele possui pelo menos 5.000 anos e está associada ao Hinduísmo e o Budismo.
O princípio fundamental do Tantra é que não concorda com as muitas religiões existentes no mundo que acreditam que devem escolher entre o crescimento espiritual e o prazer. O Tantra para o prazer físico e sensual são as chaves para o crescimento espiritual e sem um, você não poderá obter o outro.
O Tantra acredita que nossos corpos podem ser trabalhados a fim de se livrar do lixo acumulado em milhões de anos de existências em nossas mentes e corpos, permitindo a cura e reintegração com a energia que nos rodeia. Desde a criação da doutrina, nasceu a convicção de que essa força de energia que nos rodeia é compartilhada por todos até mesmo o Universo. Portanto, qualquer repressão deste fluxo de energia desequilibra e causa danos em todo o Universo e aos seres humanos individualmente.
O Tantra rejeita o código repressivo e moralista proposto pelas religiões, onde as necessidades sexuais ou sensuais do nosso corpo, são resolvidos com a culpa, a repressão, a negação e a punição.
Normalmente, a atenção dada às necessidades corporais está ligada a doenças ou gravidez. Pouca atenção é dada para o desenvolvimento e extensão da sensualidade do corpo. Ninguém nos ensina a valorizar e utilizar essa sensualidade.
O Tantra acredita que para crescer como seres completos, são essenciais ficar livre de obstruções do nosso sistema físico e psíquico. A ideia de um sistema físico é aceito por todos e todos nós sabemos que temos um fígado, um coração, um estômago, mas no sistema psíquico o que sabemos? Este é o ponto controverso, pois a maioria das religiões faz com que negligenciemos as necessidades de nossos corpos.
O Tantra acredita que a nossa energia é organizada e concentrada em sete chakras, um daqueles Kundalini – a principal fonte de energia que está entre as pernas. Kundalini é responsável pela atividade sensual e sexual a partir do qual todo o nosso sistema é fundado e construído. No entanto, quando mantida, incentivados e trabalhando, Kundalini fornece o conhecimento e crescimento físico e espiritual.
Essa energia vital é alimentada através de canais chamados meridianos. Qualquer obstrução desses canais diminui o fluxo de energia que eles são movidos. Imagine uma mangueira quando ela é parafusada fornece muito menos água do que poderia potencialmente. O mesmo acontece com o nosso corpo. Quando estes centros de energias funcionarem corretamente, podemos desfrutar de um sem fim de ganhos de sensações e prazeres. No entanto, se permitirmos que fatores tais como sentimentos de culpa obstruir, estes irão impedir que os canais funcionem completamente.
O Tantra e algumas terapias modernas acreditam que muitas dessas obstruções (traumas de todos os tipos, dor, vergonha física ou emocional) são armazenadas no nosso corpo e os efeitos desses bloqueios continuarão a reduzir nosso bem-estar e nossa energia ao longo de nossas vidas.
Por exemplo, imagine que algumas dores de garganta relacionar com repressivas experiências na infância, muitas vezes, estaremos impedidos de gritar ou falar alto. Também males na pelve podem ser a expressão da tentativa de reprimir os impulsos genitais.
Com base na crença de que nosso corpo é vital para o nosso bem-estar, Tantra usa várias técnicas para cuidar e reparo. Uma dessas técnicas é a massagem.
Tantra acredita que a massagem ajuda a encontrar obstáculos que impedem o pleno funcionamento do nosso corpo e também procura eliminar esses obstáculos. massagem tântrica usa técnicas comuns a outras massagens, mas podemos citar cinco diferenças que a distingue de outras formas de massagem.
1) O foco de massagem terapêutico é geralmente física, mesmo para Sensualistas tendo prazer como o seu alvo. No entanto, Tantra acredita que o prazer é a porta de entrada para a espiritualidade
2) No Tantra damos, sem nada pedir em troca; receber sem sentir que temos para compartilhar.
3) Dar e receber prazer sensual sem a necessidade de satisfação sexual.
4) Não existe nenhuma barreira externa imposta. Como não é, onde ou
o que e como para jogar. A única barreira é que, como adultos responsáveis temos que decidir. Se o acordo permite a exploração de todo o corpo de seu companheiro, e você pode estar se expandindo a área de prazer, o que pode proporcionar-lhes grandes surpresas.
Muitos ocidentais tendem a ser genitalmente orientados, ignorar 95% do corpo onde ele pode ter prazer igualmente agradável. Assim, o Tantra busca a liberação de outras sensações através da sensação natural.
5) Há técnicas de respiração e as áreas do corpo de massagem específica, tais como Chakras ou órgãos genitais.
O Tantra é uma viagem sensual que pode levar a alegria sem tamanho. Esforçando-se para ser aberto e honesto, é a tentativa de subir através da abordagem de corpo disciplinado.
O Tantra permite-nos experimentar a liberdade sem precedentes através do prazer e gozo de nossos corpos. No Ocidente, assim, muitas vezes assustador, alarme e envergonhada, mas finalmente lançado. O Tantra objetivo e aprender, é enfatizar a viagem, seja qual for isso, não o seu fim. Que se traduziu em nosso corpo significa que, por exemplo, para os homens, não deve ser a ejaculação ou o orgasmo ao encontro sexual.
Dê a si mesmo um momento para si, para se concentrar em sentimentos próprios e os do casal, para explorar o nosso corpo.
Tantra tem alguns tabus, se houver, e a maior delas é a cláusula máxima de um acordo celebrado entre os consortes e só entre eles. Tudo é previamente acordado e o interdito. Coação, chantagem emocional ou exploração, não são aceitos em Tantra.
Tantra massagem é o melhor para si e para os outros.