terça-feira, 3 de junho de 2008

Os 10 dias...


Nesse período para quem está louco para casar, eles passam a ter 36 horas. Para aqueles que descobrem que vão casar, eles passam a ter 12 horas. Acho que me enquadrei nos dois, sendo assim meus dias ficaram nas 24h mesmo. Já estava tudo acertado, clube alugado, fotógrafo contratado, Igreja idem, padrinhos, damas de honra, decoração, bolos, buffet, etc. Um sábado antes, tínhamos o casamento de uma amiga nossa, fomos para conferir como seria o nosso. Sei que algumas ex-namoradas ficaram tristonhas, mas conformaram com a perda. Na sexta-feira, véspera do nosso casório, não consegui jantar, deu um nó no estômago e não descia comida, foi assim também no almoço de sábado. Ainda deu tempo de nos vermos antes da hora fatal. Eram 19h e eu ainda estava cortando meu cabelo e o casamento seria as 21h. Me aprontei, cheguei na Igreja e a noiva já estava dentro do carro esperando a hora. Quem atrasou? A dama de honra. Chega a hora da onça beber água, lá vou eu todo garboso, entrando ao som de Dolanes Melodie e com a Igreja cheia, todo mundo sorrindo pra mim. Quando começa a marcha nupcial, dá um frio na barriga, uma tremedeira, mas transcorreu tudo tranquilo. Fomos para o clube...

2 comentários:

Chrystian disse...

deve ser um nervosismo e tanto.
Eu vou passar mal no dia do meu casamento... certeza...
hehehe

é uma pena não ter puxado a sua tranqüilidade...

Nélis Neide disse...

Acho que a tremedeira é de praxe, todo mundo passa por isso em situações importantes. Mas pode ter certeza é um dos momentos mais belo que já passei.

Amor...Esse vai ficar na memória.
Mais lindo ainda é depois de 27 anos ver você contar para o mundo todo a nossa história com detalhes tão lindo. Te amo e sempre te amarei... Beijos