quinta-feira, 8 de maio de 2008

Antes daquela viagem...


Eu tinha esquecido dessa festa junina. Foi logo depois de termos terminado o namoro e não tinha nem esfriado, já estavamos juntos novamente. Meu Deus, como eu era magro! Fizemos essa festa na chácara de um cliente do banco que eu trabalhava. Tivemos todos os funcionários caracterizados de caipiras, alguns com certos exageros e outros mais discretos, assim como eu. Foi até legal, teve os doces e iguarias de uma festa junina, fogueira, quentão, casamento caipira, cantoria e até foto para posteridade e que acho somente eu tenho.
Mas ficou bonitinha, minha caipirinha né! Eu acho ela mais bonita sem roupa. Só que nessa época eu conhecia somente o tornozelo, pois dali pra cima, era proibido! Hehehehehe...

Um comentário:

Osair disse...

Muito boa as histórias e bem-humorada. Hehehe.
Quanto ao texto que você comentou, acho que imaginou certo.
Obrigado pelos elogios.
Vou continuar lendo os capítulos dessa saga amorosa.
Abraços.