terça-feira, 29 de julho de 2008

Paipaia de primeira viagem!




Foi assim que me senti ao receber a notícia. Foi assim, durante os longos nove meses de gestação da futura e vibrante mamãe. Entre uma consulta médica e outra realizando o pré-natal, lá estava eu, o esfuziante pai de primeira viagem. Procurando, daqui, procurando dali, saber como se portar numa situação inusitada até então. Teve um fato interessante durante esse período. A então gestante Dona Nélis, estava trabalhando e sua barriga ainda não aparecia, portanto quem olhasse para ela, não saberia que ela estava grávida. Chegou uma mulher no trabalho dela e não sei o que foi fazer lá e disse que o filho que ela estava esperando ia ser um gato. Minha mulher achou estranho aquilo e hoje passado quase 26 anos, nosso filho tem pavor de gato. Corre léguas e mais léguas de um gato.

A ultrassonografia é algo espetacular, deu pra ver quase tudo, os bracinhos, as perninhas, a cabecinha, a coluna vertebral, as costelas, o fêmur de tão pequeno não mede nem três centímetros, deu pra ouvir os batimentos do coraçãozinho perfeitamente, lógico que não foi pela ultra-som e sim por um aparelho que o médico colocou sobre a barriga dela para ouvirmos, só não deu para ver o cacetinho naquele dia, mas é muito vibrante, divino, maravilhoso. A emoção que temos naquele instante de ser pai de um menino perfeito é uma coisa muito emocionante, que não tem como descrever. Sentir na barriga da mãe ele dar uns chutinhos, mexer com a cabeça, mexer os braços, é fantástico! Só passando por isso mesmo! Estou escrevendo agora ouvindo "Jesus alegria dos homens" (Jesu, Joy of Men´s Desiring) de Johann Sebastian Bach, tão fantástica, quanto ter um filho.

Posso dizer o seguinte:

Um homem que tem maturidade, não ficará choramingando pela casa, competindo com os filhos, pela teta da esposa. Uma mulher que tem maturidade, não se apegará tanto ao filho, esquecendo que quem lhe deu aquele filho foi o seu companheiro, e irá nutri-lo da mesma maneira que antes. Quando ambos assim agem, esta fase passa logo, é adaptada rapidamente e a vida continua...

5 comentários:

Chrystian disse...

Gostei do pensamento do final. É realmente muito importante saber o que fazer nesses momentos, né!? Se não pode se perder o casamento.

Deve ser muito boa a sensação. E eu espero sentí-la daqui algum tempo.

Boa também é a sensação de ser filho de um pai assim.
Parabéns.

beijos.

Jodenon disse...

Obrigado filho pelas palavras! É e sempre será meu dever procurar ser um exemplo para os filhos, afim de que meus netos sejam pelo menos iguais aos pais deles. Sempre lutei pela felicidade dos meus, se não consegui no total, pelo menos alguma coisa de bom eu deixo como herança, pois dinheiro não tenho, mas tenho o maior tesouro do mundo que é uma família linda e que me deixa orgulho!
Beijos.

Chrystian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nélis Neide disse...

Realmente esse pai é "paipaia" ama esses filhos acima de qualquer coisa. Fez, faz e fará tudo por eles, é realmente um pai maravilhoso desde o momento que ficou sabendo que seria pai. E agora depois de quatro cria maravilhosas, já está acostumado com as surpresas da vida, ou seja, quase, pois, ainda virão muitas.
Mas quanto a questão da mulher dizer que o nosso filho seria gato ela só errou uma coisa, ela disse que ele seria um gato de quatro patas, " era uma vidente maldosa" dessa que não tem o que fazer. Hoje ele reamente é um gato (rapaz) lindo.
Amei o pensamento do final, e sei que passamos tranquilospor esta fase do primeiro filho.
Aproveito o ensejo, e parabeniso esse pai maravilhoso que você é.
Te amo!
Beijos

Fagner Borges disse...

Bem, acho q a sensação de ser pai, ainda vai demorar muito para eu ter (se tiver). Mas com toda certeza deve ser maravilhoso. Assim, gosteria de parabenizar esse paizão que transforma constantemente nossas vidas em felicidade, e traz para nossos corações o prazer de ser filho de Jodenon Borges de Sousa, um homem batalhador e exemplo para seus filhos. Pai, amo muito você e te desejo um magnífico dia dos pais. Essa fase vai passar e as lembranças encherão nossos corações de alegria por saber que temos vc de volta ao nosso lado. Saudades.
Fagner