quinta-feira, 12 de junho de 2008

Declaração pública de um namorado distante.



Conselho de mulher

Quando Deus fez o homem,
Quis fazer um vagolino que nunca tivesse fome,
Que tivesse no destino nunca pegar no batente,
Desavoradamente.
O homem era feliz enquanto assim Deus quis,
Mais depois pegou Adão, tirou uma costela e fez a mulher.
Desde então o homem trabalha para ela.
Vai daí o homem reza todo dia uma oração.
Se quiser tirar alguma coisa de mim, qualquer coisa de bão,
que tire o trabalho, a minha mulher não!
O mundo está cheio de amantes terrivelmente insatisfeitos. Por quê nada os deixam felizes por muito tempo? Querer alguma coisa que não podemos obter e não conseguir parar de desejar é um drama frequente na vida de muitas pessoas. É humano, claro, desejar aquilo que nos falta. A fantasia é completa embora a realidade seja vazia. No fundo, acreditamos que só aquela determinada fantasia vai acabar com o nosso vazio. Será que desistir de realizar missões impossíveis é uma questão de bom senso emocional?
Eu não tenho bom senso emocional e por isso não desisti, em decorrência dessa rebeldia, não só hoje, mas constantemente agradeço à Deus por ter encontrado você e compartilhado minha vida, meus sonhos, minhas fantasias e meus filhos.

Beijos e te amo!

12 de junho de 2008.

3 comentários:

Fagner disse...

Genuino!

internet gambling disse...

Katon, Goukakyu no jutsu.

Nélis Neide disse...

Amor da minha vida em todos esses 28 anos de eternos namorados essa foi a declaração de amor mais linda que já recebi. E pode acreditar... voc~^e pode até ficar sem trabalho mas sem o amor que sinto por você pode ter certeza jamis ficará... Te amo muito.
Beijos