sábado, 31 de maio de 2008

Os preparativos...


Não é fácil se preparar para uma mudança radical no seu estilo de vida. Antes, um rapaz sem compromissos, tinha sua vida de boêmio sem beber uma gota de álcool sequer. Seu salário que não precisava repartir com ninguém. Gerente Administrativo de um grande banco. Namoradas aonde e quando tinha vontade. Viagens com os colegas quase todo final de semana. Seu carro novo. E que daquele momento em diante, tinha uma pessoa à quem dar satisfação, tinha que dividir tudo, desde o salário, até quase seus pensamentos. Fazer compras em supermercados. Mas o Homem e a Mulher quando querem casar, não tem reza brava, não tem trabalho feito, não tem promessa que os façam desistir. Pois para início, digo isso porque minha sogra, ofereceu de presente para minha noiva um carro para ela desistir de casar comigo. Depois falam que sogra é um presente de Deus!

Os meses transcorreram agitados, pois são tantas coisas a se preparar. No mês de abril realizamos um grande sonho nosso. Depois veio o mês de maio com a escolha dos convites, das roupas e de terminar de montar nossa casa. Falamos com o Pastor da Primeira Igreja Batista de Goiânia e fizemos o curso de noivos, pois a Igreja dela não aceitou fazer nosso casamento visto que, eu não era membro batizado. E ainda por cima, católico não praticante. E nesse agito todo, tivemos alguns desentendimentos que quase desistimos do casamento. Mas foram fatos de momentos.

No mês junho, começamos a distribuir os convites e muita gente não acreditava nesse casamento. Não sei porque, mas sentimos isso. Como disse o Presidente Lula "Meus adversários quebraram a cara".

No dia 01 de julho foi o aniversário de 20 anos dela. Comemoramos ao nosso estilo, com muito amor e paixão. Faltavam 10 dias para o grande dia.

Ufa...

2 comentários:

Chrystian disse...

É... casar também tem a parte chata...
ninguém merece esse "curso de noivos".

Quanto à sogra, elas dizem que gostam da gente, e até demonstram isso, às vezes, mas quando menos esperamos levamos uma punhalada nas costas.
É o medo de perder o filho.

Beijos.

Nélis Neide disse...

Sabe amor... demorei muito a comentar esse depoimento seu, acho que vc pegou pesado, sua sogra te admira muito vc sabe disso, e ela não ofereceu o carro para eu não casar com você e sim porque eu estava completando apenas 20 anos e ela achava que eu era muito nova pra casar. Mas hoje ela sabe que você é e sempre foi muito importante pra mim.
Te amo.