sábado, 24 de maio de 2008

Dando continuidade, O noivado...


Uma curiosidade sobre as alianças.

"A palavra aliança surgiu por volta do século XV, provavelmente em Provence, na França.
Mary de Burgundy foi a primeira noiva da história a usar uma aliança como sinal de amor e união duradoura. A iniciativa de presenteá-la com um anel de diamantes foi de seu noivo, o Arquiduque Maximilan da Áustria, em 1477.
A forma circular do anel, sem começo nem fim, seria um prenúncio da continuidade do amor e devoção ao longo da vida do casal.
No plano esotérico, a aliança possui poderes mágicos. É a protetora simbólica da união. Colocar um anel no dedo de outra pessoa significa aceitar o dom de outrem como um tesouro exclusivo.
O costume de usar o anel no dedo anelar da mão esquerda parece ligado a uma crença antiga. Acreditava-se que nesse dedo existia uma veia que ia direto para o coração. O dedo anular esquerdo tornou-se, assim, o dedo da aliança de casamento em diversas culturas”.
Ficamos radiantes com a data de colocação das alianças. Primeiro, foi escolher os modelos e mandar confeccioná-las. Isso pronto, mãos à obra. Marcamos a data da postagem das alianças nos dedos, 06 de dezembro, foi então a correria para convidar aqueles que queriamos compartilhar nossa felicidade.
Chegou o grande dia, vieram tios e tias, primos e primas de todos os cantos, amigos pessoais, amigos de trabalho, chefes, vizinhos, pais, mães e irmãos. Nunca tinha visto uma aristocracia (e esfomeocracia) tão grande reunida na casa dos meus sogros.
Servimos, salgadinhos, bolos, doces e um jantar para os parentes. Foi uma festa para não esquecer. Meu sogro ficou lembrando por muito tempo, pois teve que pagar as prestações do estrago que foi ter uma filha bonita. E eu todo garboso sendo o centro das atenções, claro, juntamente com ela.
Mas fiquei mais feliz quando vi a cara de despeito do ex dela, pois sabia que tinha perdido para um bom sujeito e que já era um caminho sem volta.
Como era gostoso ostentar aquela aliança na mão direita.
Dia 19 de dezembro, estava chegando o Natal e eu apressado como sempre, a presenteei com um relógio Mondaine de última geração para aquela época e depois fomos namorar no estacionamento de um pit-dog que tem atrás do Jardim Zoológico. Lembro que foi uma noite inesquecível, pois até o garçon queria ir lá toda hora para saber se estávamos satisfeito com o atendimento e sempre o presenteámos com um showzinho picante.
Dali pra frente, sempre procuramos nos aprofundar mais nas nossas fantasias e deleites...

3 comentários:

Nélis Neide disse...

Muito interessante essa curiosidade sobre as alinças... mas melhor ainda é ficar lembrnado de momentos tão inesquecíveis como esses que você está nos fazendo relembrar. Parabéns e obrigado por me deixar tão feliz com detalhes tão maravilhosos como esses.

Te amo sempre.
Sua alma

Ana Carolina Sousa disse...

q coisa linda!!! É mto bom ficar colocar aliança no dedo direito! Parabéns pelo belo amor de vocês! Ele me serve como exemplo de vida que pretendo também levar ocm meu futuro esposo!
beijinhos e saudades!

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado