quarta-feira, 14 de maio de 2008

Continua a história

Voltando ao objetivo do blog, aproveitei a minha viagem com a ex-namorada para rever meus sentimentos com relação aos meus projetos pessoais de constituir uma família. Foi muito importante também, os casos que tive nesse período de namoro, pois após assumir um compromisso oficial e de responsabilidade, a minha decisão foi de ser honesto com minha futura esposa. Não gosto de dizer fiel, pois não sou corintiano, sou santista com todas as letras e nem evangélico que diz que “Deus é fiel” e eu sempre contesto isso, pois para o meu entendimento, Deus é justo, nós que devemos ser fiéis a ele.
Bom cheguei de viagem e logo fiz a proposta de ficarmos noivos, no que ela não pensou duas vezes para aceitar, afinal nada como uma boa lábia para convencer os indecisos. Foi por isso que entrei no ramo de marketing e não entrei na política, pois tive uma educação muita rígida sobre a honestidade e até hoje cumpro a risca o que meus pais ensinaram.
Depois, veio o o pedido de casamento e depois o noivado…

Um comentário:

Nélis Neide disse...

É realmente você sempre foi bom de lábia, mas eu também não tava tão desesperada assim pra casar pois tinha apenas 18 aninhos na flor da mocidade mas realmente sua cantada foi irresistóvel... como sempre!

Beijos